2009-03-11

Mercurii dies

Mercurii dies:
Foi o medo que me moldou como barro molhado. Pus-me ao sol para secar e acabei por ficar rachado porque a minha vasilha era demasiado fina. Fiquei em cacos.
Foi o medo que me acorrentou à monotonia.
Foi o medo que me deixou surdo-mudo.
Foi o medo que me matou.

Sem comentários: